domingo, 7 de dezembro de 2008

O amor está em Vega



O mundo é tão grande...
Não! O universo é grande... mas o mundo já o é. Só que o universo é infinito, sabe...
Nós temos facilidade em pensarmos que somos o centro do mun... universo. Na verdade, a maioria das pessoas passam a vida caçando seu lugarzinho no Mundo. Mas nem todo mundo acha. OU tem gente que já nasce com seu mundo montadinho. Eles só vão seguindo o fluxo. Mas e quando você não tem um? Não por querer. Se esforça, mas não se encaixa nem aqui, nem ali. A necessidade em sermos aceitos e quem sabe amados nos pressiona. Mas chega um tempo que você cansa. É de desistir, mesmo.

Talvez seja porque esse lugar não exista. Ou esse lugar até seja lugar nenhum. E eu estou sempre por aqui, observando e vivendo um pouquinho. Bem sei que as vezes é mais interessante observar e viver do que viver e observar.

Eu não tenho um mundinho de pessoas que dizem verdades e mentiras sobre mim. Ao mesmo tempo e de uma maneira cruel, os humanos confundem e clareiam a minha mente sem um rumo definido e vergonhosamente detalhado. Mas todo dia eu me olho no espelho. E daí que eu vejo toda a verdade. A humanidade em mim e a consciência de um criador. Que constrange, até.
Como somos pequenos, usamos tudo que nos foi dado como dádiva pelo próprio D-s contra contra nós mesmos! Muitas vezes, pode acontecer do intelectual se exaltar, por achar que está livre da ignorância, e não está! Pode acontecer do rico se exaltar por talvez,  achar que o dinheiro trás nobreza e status, mas não trás! E quando algum branco se acha melhor e mais evoluído que o negro?! É... Pode acontecer! Mas ele não é! O cult se veste bem, assiste filmes estrangeiros, ouve música alternativa, compra coisas fora de moda ou muito na moda pra se sentir distinto e mais esclarecido do que o conhecido ' comum e convencional ' , mas não é! O famoso muitas vezes acha que ser conhecido significa reconhecimento, mas não! Que é mais importante que o outro, mas não é. O estéticamente bonito acha que é mais especial e se sente mais digno, até! Mas não é. O cristão se acha mais santo que o povo 'do mundo', mas definivamente... não é! Somos salvos por declarar Jesus Cristo como nosso Senhor e salvador. Somos o povo escolhido e separado para viver em busca contínua pela santidade, mas nem sempre isso condiz com a realidade. Eu não sou dona da verdade, esse aí sou eu, somos nós. É uma maneira de sobreviver e superar nossas frustrações, ou carências, ou incapacidades. Somos hipócritas querendo mostrar uma santidade inexistente entre nós porque não só gostamos de nos enganar como gostamos de enganar outros. Somos egoístas e solitários, mas ninguém quer admitir isso. E quando admite, é simplesmente pra se sentir melhor do que o outro que não admitiu. Esse mundinho que criamos é pra fingirmos para nós mesmos o quanto somos camaradas e que não estamos sozinhos! Mas humanamente falando, estamos. E cada vez mais. Até o amor dos poucos que amam está se esfriando e existem pessoas que pensam que amam, e talvez (mas espero que com a ajuda de d-us isso não aconteça) nunca cheguem a amar verdadeiramente. São apaixonadas por elas mesmas e obcecadas pelos outros e pensam que amam. Todos nós estamos sujeitos a isso.

Como eu quero amar! Amar muito. É a coisa que eu mais quero nessa vida. Se d-us permitiu que eu estivesse aqui consciente desse sentimento, só o que peço é que ele nos ensine a amar. O amor transforma e ultimamente não tenho visto isso nos relacionamentos humanos, e muito menos nos relacionamentos pessoais com d-us . As pessoas se acostumaram com o descaso, com o egoísmo, com os problemas, elas desistiram e acabaram por acreditar que amor é isso, mesmo. Mas o amor transforma, "não suspeita mal"! "Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta". Por onde anda o amor? Eu não o tenho visto ultimamente. Não em mim. Não por onde tenho observado e vivido. Esses mundinhos que muitas vezes parecem ser espirituais e "cheios de amor" têm nos roubado. Calando aquela solidão que nos aproxima de d-us. Que nos aproxima de nós mesmos e muitas vezes, resume nossa sensibilidade e percepção nos deixando cada vez mais distantes de uma possível chance de viver o amor.
...
Eu não tenho um mundinho de pessoas que dizem verdades e mentiras para mim e sobre mim. Mas todo dia me olho no espelho. E dái que eu procuro a verdade... mas só encontro quando olho pro alto.







7 comentários:

Giovanna Borgh disse...

"Eu não tenho um mundinho de pessoas que dizem verdades e mentiras para mim e sobre mim."

eu sei quem tem...rs

Puro Feeling disse...

.Sem palavras,inspirador e intrigante.

Bjos.

Giovanna Borgh disse...

avisando que mudei de endereço do blog:
http://iconoscopico.blogspot.com/

Juliana disse...

Nossa, lindo! Eu vim aqui pra te dizer que vi tua msg no meu blog e ia te dar as boas vindas ao meu mundo, quando me deparei com teus escritos, tocantes e originais! Amei! Vou adicionar aos meus favoritos, posso? Beijos grande, Ju

Juliana disse...

Ps, eu adoro Yael Naim!
Bjo Dani!
Ju

Diariamente Diário disse...

O espelho tem sido cruel comigo, ultimamente. Acho melhor eu começar a olhar pro alto! hehehehe...
Bjão, Dani!

Paola.

Camila Borges disse...

Como todos podiam ler isso..traz clareza no nosso escuro e ignorante mundinho!!!
Lindo Dani (: